Meus Discos e Livros e Tudo o Mais!: 'Eu Sou o Número Quatro - Pittacus Lore'

29 de julho de 2011

'Eu Sou o Número Quatro - Pittacus Lore'







Eu Sou o Número Quatro
(I Am Number Four)
Pittacus Lore









“No início éramos um grupo de nove.
Três se foram, morreram.
Agora restam seis.
Eles estão nos caçando e não vão parar enquanto não matarem todos.
Eu sou o número quatro.
Sei que sou o próximo.”


O planeta Lorien foi invadido e praticamente devastado por seres hostis de um outro planeta, os Mogadorianos, que destruíram os recursos do próprio planeta e seguiram a Lorien para se apossarem do que encontrassem lá. Seus habitantes resistiram, lutaram até o fim, mas isso não foi suficiente. Como última alternativa reuniram um grupo de nove crianças, cada uma com seu Cêpan (uma espécie de guardião), e os enviaram em uma nave para a Terra, o planeta habitável mais próximo. A cada uma dessas crianças foi dado um amuleto e um número e elas foram protegidas por um feitiço que impedia que fossem mortas se não na ordem específica de seus números. Era o máximo que podia ser feito para dificultar a inevitável caçada dos Mogadorianos. Deveriam permanecer escondidas na Terra até que desenvolvessem seus Legados – poderes específicos que os permitiriam lutar – quando poderiam se juntar e lutar contra os inimigos e finalmente voltar a Lorien. Deveriam ainda ser mantidos separados, cada um em um canto da Terra, para que o feitiço protetivo tivesse efeito. Ainda que distantes, os nove tinham uma ligação muito forte, o que permitia que todos soubessem o que acontecia aos demais. Foi assim que ficaram sabendo da morte do Número Um, do Número Dois e do Número Três. Assim que sentiu a morte deste último, o Número Quatro soube que era hora de fugir novamente.

Nos dez anos em que estão escondidos na Terra, o Número Quatro e seu guardião, Henri, não fazem outra coisa que não fugir. Nunca passam mais que alguns meses em cada lugar, sem nunca criar laços, fazer amizades, mas misturando-se entre os humanos. Depois da morte do Número Três, o Quatro precisava ficar mais atento que nunca. Ele sabia que era o próximo. Pronto para começar uma nova vida ele escolhe um novo nome, John Smith. Já no primeiro dia de escola as coisas são diferentes. Primeiro porque ele conhece a garota mais bonita que ele já viu na vida, Sarah, depois porque algo bem estranho começa a acontecer com suas mãos. Quando ele menos esperava, o primeiro de seus Legados começa a se desenvolver, o que significa que ele está ficando mais forte, e que a hora de enfrentar os Mogadorianos está cada vez mais próxima. Justo agora que ele finalmente achou um local que lhe deu a sensação de casa, e que lhe fez querer não mais fugir.

“Eu Sou o Número Quatro” é o primeiro livro da série sobre os Legados de Lorien. A história me interessou desde que eu li a frase da capa, mas o livro acaba sendo ainda melhor do que eu esperava. Além da trama bem contada e interessante, os personagens são extremamente cativantes. Até demais. Tanto que me apeguei a um personagem a quem não devia ter me apegado, porque sofri tanto com ele, sofri tanto por ele.

Em alguns momentos me peguei tensa, prendendo a respiração a espera de como essa ou aquela situação se resolveria. Para falar a verdade, estou escrevendo essa resenha imediatamente depois de terminar a leitura e ainda estou um pouco tensa com os acontecimentos finais, e extremamente ansiosa para ler os livros seguintes e saber como a história continua. Ainda mudaria algo do final que me abalou, mas por outro lado talvez tenha sido o final forte que a história precisava. Mas isso não me impede de ainda sofrer um pouquinho.

O autor se auto intitula o ancião principal de Lorien e diz ter estado na Terra pelos últimos anos se preparando para a guerra decisiva. É inclusive mencionado durante o livro que foi ele que reuniu os anciões antes do ataque e que em Lorien existia uma estátua dele. Na realidade Pittacus Lore é o pseudônimo de dois autores americanos, James Frey e Jobie Hughes, mas não há nenhuma referência a eles no livro. Principalmente porque James Fray andou se envolvendo em algumas polêmicas literárias que praticamente lhe custaram a carreira. É divertido ler entrevistas de Pittacus Lore pois ele em nenhum momento se apresenta como apenas um pseudônimo, ou trata a história como ficção. Em suas respostas é tudo verdade e ele realmente é o líder dos anciões de Lorien. Por exemplo, quando perguntado sobre quantos livros terá a série ele responde que os livros podem acabar se os Lorien perderem a guerra pois eles terão sido todos eliminados. Se tudo correr conforme o planejado, entretanto, serão 5 livros.

Como disse, a trama é muito interessante e Lorien é um planeta fascinante, cheio de segredos, que apenas começamos a descobrir nesse livro. Sabemos que houve um ataque, mas como nosso protagonista-narrador era muito pequeno quando tudo aconteceu ele não lembra de tudo, então também não sabemos bem como tudo se desenrolou. Com o passar da narrativa John tem alguns flashs de lembrança, algumas delas induzidas, que o fazem ver os eventos, mas muito ainda é um mistério. Há ainda um baú que é o único bem que ele e Henri levam para todos os lugares que se mudam que também guarda muitos segredos.

Falando em John, foi bom conhecer a história por sua perspectiva, considerando que vamos descobrindo muitas coisas com ele, e acompanhamos seus sentimentos conflitantes. Por vezes ele é um tanto egoísta, mas, alienígena ou não, ele no fundo é só um garoto de 15 anos, ainda meio perdido na vida, então o perdoamos. O romance dele com Sarah é bem bonitinho e nos faz torcer para eles conseguirem ficar juntos. É aquele romance típico dos livros YA, amor eterno a primeira vista, mas ainda assim bonitinho.

Gostei muito do Henri também, o guardião de John, e mais do que isso, um pai para ele, o protegendo, o ensinando, treinando, e sempre lhe dando esperança, além de alimentar o sonho de salvar seu planeta e um dia poder voltar para casa. Outro que é um fofo é o Sam, o primeiro amigo de verdade que John faz na vida. Ironicamente, Sam é fissurado por teorias da conspiração sobre invasões alienígenas, e tem certeza que eles estão entre nós. Mal sabia ele o quão certo estava. Ainda temos a durona e corajosa Seis, que conhecemos nesse livro, e espero que tenhamos mais notícias dela no próximo. Já adianto que os Legados dela são os mais legais.

Bom, eu adorei o livro, mas pelo que vi por aí, fãs ferrenhos de ficção científica o acharam meio fraco. Eu fico aguardando ansiosa pelos demais livros e, enquanto isso, ainda preciso assistir ao filme baseado neste início de série e ver se é tão bom quanto o livro! =D

O segundo livro da série, The Power os Six, está previsto para ser lançado no próximo mês, lá nos EUA. Por aqui parece que sai ainda esse ano. A sinopse dá a entender que é narrado pelo Número Sete, e não, eu não confundi os números. Presumo que o "Seis" do título se refira aos 6 sobreviventes. Enfim, como eu sou curiosa, fui atrás de resenhas de quem leu um ARC e já sei que apesar de em parte ser mesmo narrado pela Número Sete, também continuamos acompanhando o John e seu ponto de vista.

Quanto à história da querida Número Seis, acabou de ser lançado um e-book, apenas lá fora, que conta o que aconteceu com ela, antes de seu encontro com o John. Não sei se esse livro será publicado ou se será lançado por aqui (deveria!). Desnecessário dizer que estou imensamente curiosa para ler os dois!!



Os Legados de Lorien #1: Eu Sou o Número Quatro (I Am Number Four)
Os Legados de Lorien #1.5: I Am Number Four - The Lost Files: Six's Legacy (disponível apenas em e-book, nos EUA)
Os Legados de Lorien #2: The Power of Six (ainda não publicado)


***

7 comentários:

Niii disse...

vc é uma das que gostou! legal!
eu meio que desisti, mas se pintar na minha frente gratuitamente eu leio! haha

bjs

Nanda disse...

Ei Caca,

Não sou uma expert em ficção científica, mas eu tbm amei o livro. Vi gente mesmo que gosta muito do tema e não gostou tanto, eu li sem conseguir parar e já estou louca pela continuação.

bjos
Nanda

@philipsouza disse...

Tenho me revidado para não ler esse livro, mas confesso, nao em como hehehe... to correndo com a saga 39 clues com vontade de ler esse, mas esperando o segundo....

parabens mesmo aki

Cacá SS disse...

Niii,
Gostei de verdade! Leia sim, tem ficção científica, tem romance bonitinho, tem amigo nerd, tudo de bom! rs


Nanda,
Eu fiquei desesperada pela continuação!
Gosto de ficção científica, mas também não sou expert, acho que teve um pessoal que exigiu muito do livro, eu só me diverti! =D


Philip,
Corre pra ler sim, e se junte aos que estão esperando ansiosamente o segundo ;D


Beijos

leitoracompulsiva disse...

Nossa, não sabia desse e-book sobre a Six!! Agora vou procurar!! Eu adorei esse livro e estou super ansiosa pela continuação!
Beijos
Camila - Leitora Compulsiva

Lu disse...

ei Cacá,
eu li esse livro e achei bem bacana, adorei os personagens e a história,
Só queria que tivesse mais ação, mas tudo bem, creio que o segundo vai ter de sobra. ^^)

beijos.

Cacá SS disse...

Camis,
Também estou ansiosa pela continuação, e em busca do e-book da Six, rs


Lu,
Pois é, esse acabou que só teve ação mais pro final, mas também espero que o próximo seja mais "animado", rs


Beijos