Meus Discos e Livros e Tudo o Mais!: 'Vingança Mortal - J.D. Robb'

22 de agosto de 2011

'Vingança Mortal - J.D. Robb'







Vingança Mortal
(Vengeance in Death)
J.D. Robb







A incansável tenente Eve Dallas, detetive da Homicídios, tem mais um caso para solucionar, mais um assassino à solta a capturar. Dessa vez, o culpado a procura diretamente e dá pistas de seus próximos passos, desafiando-a a ser mais rápida que ele e impedir seus avanços. Enquanto Eve não consegue localizar o sádico e cruel assassino, pessoas são mortas, todas conterrâneas de seu amado Roarke e que de alguma forma, fazem parte do passado dele, que é um mistério até para a própria Eve.

Já comentei bastante sobre a Série Mortal num post mais detalhado (clique aqui), mas para quem não conhece trata-se de um romance policial futurista em que temos como protagonista a detetive Eve Dallas, responsável por investigações de homicídios dos mais bizarros, contando para isso com toda a tecnologia disponível no ano de 2058. A parte do romance fica a cargo do relacionamento de Eve com Roarke, um mocinho literário dos mais idolatrados, que de bonzinho não tem nada. Ele é um irlandês multimilionário e sua fortuna não foi criada da forma mais honesta. Driblar a lei, para ele, chegava a ser uma espécie de hobby, até se apaixonar pela durona tenente, por quem ele tenta permanecer na linha. Ele tenta.

A série é gigantesca, com mais de 30 livros lançados, 16 deles no Brasil, mas em nenhum momento é cansativa. Considerando o tanto de livros que ainda me faltam ainda estou muito no começo, mas arrisco dizer que é uma das minhas séries literárias preferidas. Cada livro conta a investigação de um caso e tem começo meio e fim, além de avançar pouco a pouco a história de Eve, Roarke e companhia. Ah, sim, a série é escrita pela J.D. Robb, que nada mais é que um pseudônimo da Nora Roberts.

Em Vingança Mortal, o sexto livro da série, acompanhamos o caso de um assassino sádico, cruel, fanático e que acredita ser um enviado de Deus para fazer justiça, uma espécie de Anjo Vingador, vingando um fato passado. Esse fato passado envolve Roarke e desde o começo já descobrimos qual é, sabemos assim o que motivou o assassino, apesar de ainda não sabermos sua identidade. As cenas das mortes são de embrulhar o estômago e de deixar chocados com a frieza e maldade desse assassino.

Como já mencionei, a cada um dos livros, além dos casos que a Tenente Dallas investiga, descobrimos um fragmento do passado obscuro da nossa protagonista e vamos descobrindo os fatos que a moldaram, que a tornaram a pessoa que ela é. Nesse livro, porém, o passado que vem à tona é o do Roarke, que é tão sombrio quanto o da Eve.

Bom, o Roarke é o sonho de consumo de todas as leitoras da Série Mortal. Sem exceção. Até hoje não encontrei ninguém que tenha lido os livros e não nutrisse ao menos uma quedinha literária por ele. *suspira* Fora isso, eu sempre me divirto com o quanto ele é absurdamente rico. Já comentei aqui, em todos os livros, se um prédio é mencionado, um hotel, um clube, um resort interplanetário, o proprietário é o Roarke. Gostei muito de saber um pouco mais sobre o passado dele, sobre sua origem, seus traumas.

Além dos personagens principais que eu adoro outro ponto que é fundamental para os livros dessa série serem irresistíveis são os personagens secundários. Summerset, o mordomo ranzinza de Roarke, Peabody, a assistente de Eve (uma das minhas favoritas), Dra. Mira, a psiquiatra forense, a repórter Nadine, Feenye e Mavis (que infelizmente aparecem pouco nesse livro). Ainda temos a adição de mais um personagem secundário muito interessante, Ian McNab, que chega para ajudar Eve com a parte eletrônica de seu caso e com seu jeito debochado e atrevido, além de seu rabo de cavalo loiro, seus brincos e roupas pouco apropriadas para um policial e seu indisfarçável interesse na Peabody, já me ganhou.

O livro tem muitos quotes interessantes, e eu vou deixar um dos mais engraçadinhos:



" – Não, na verdade preferia que esta conversa nem mesmo estivesse acontecendo. E não venha dar uma de gostosão pra cima de mim não, Roarke, não comece!...
Ele abriu a caixa laqueada sobre a sua mesa, escolheu, com todo o cuidado, um cigarro e disse, brincando:
– Mas eu sou gostosão, tenente."




Ninguém aqui discorda de você, Roarke, seu lindo!, rss



***

10 comentários:

Nanda disse...

Ei Caca,

Eu amei tanto o primeiro da série e até hoje não consegui ler os outros aff, tenho que continuar, mas falta tempo.

bjo
Nanda

Nathália Neves disse...

Eu amo, amo, amo essa série!!! S2
E com certeza Roarke é sonho de consumo das leitoras! Não tem como ser diferente né?!
Vingança é muito bom. Mas um dos melhores, até agora, para saber mais do passado de Roarke é Retrato!
Eu devorei todos! Não vejo a hora de ler Imitação! =P
Beijinhos

Niii disse...

morro de vontade de ler, mas esses 30 livros - apesar de vc dizer que não cansam- me dão medo! haha

bjs

Cacá SS disse...

Nanda,
Poxa, se conseguir arranjar um tempinho, juro que vale a pena!!


Nathália,
Também amo essa série!! Ainda tenho muitos para ler - e você vem me atiçar dizendo que tem melhores?!, rss Vou chegar lá!!


Niii,
Também tinha medo e demorei para começar a ler, mas depois que comecei... foi impossível não querer ler todos - mesmo que me leve algum tempo, rs


Beijos

Caline disse...

Oi Cacá essa série é sem dúvida uma das melhores da Nora. O Roarke, ahhhh ele é o sonho de consumo de todas as leitoras, perfeito demais.

Xero.
Caline - Mundo de Papel

Luana Farias disse...

Bah nunca li nada da Nora, um monte de gente fala bem mas nunca li mesmo, mas quem sabe um dia faça isso. Bem legal a sua resenha, e seu blog também.

Bjs

leitoracompulsiva disse...

Hahahaha...
Melhor eu nem falar nada sobre o Roarke... Vai que meu namorado passa por aqui!! hahaha
Mas eu amo essa série!!
Sempre que sai um livro novo, largo tudo que estou fazendo e corro para a livraria!!
Beijos
Camila - Leitora Compulsiva

Luciana Mara disse...

Ei Cacá!

A série é enorme mesmo e nem sei se um dia vou conseguir completá-la.

Só de falar do Roarke as pernas ficam bambas. Ele é mesmo um sonho!

Adoro quando o Ian McNab entra na história. Vem aí um casal e tanto...

Bjins

Thaís Cavalcante disse...

O livro da Nora que li foi Beijos Roubados. Achei bom. Mas quando vi o tamanho desta série, deu até medo de começá-la e não conseguir terminar. É enorme!

Adorei o blog e quero saber todas as novidades! Já estou seguindo. Espero que curta o meu!
http://pronomeinterrogativo.blogspot.com/

Cacá SS disse...

Caline,
Nem me fala, essa série é perfeita, e o Roarke é perfeito com toda a imperfeição dele. Põe sonho de consumo nisso!!! hihihi


Luana,
Obrigada!
Eu também demorei para ler o meu primeiro livro da Nora, mas quando comecei... ela tem livros muito bons, recomendo sempre.
E volte ao blog mais vezes! ;D


Camis,
Perigoso, hein! hahaha
Também amo essa série, mas ainda tenho muito para alcançar...


Lu,
Roarke é vida!!! Que homem é aquele, rss
Ah, e eu gostei do McNab de cara, e já estou ansiosa para saber o que ele ainda vai aprontar.


Thaís,
Pois é, a série é enorme mesmo, leva um certo tempo pra conseguir acompanhar tudo - eu ainda não consegui - mas juro que vale a pena!
Ainda não li o Beijos Roubados, mas está na lista! ;D
Que bom que gostou do blog, também farei uma visita ao seu!


Beijos