Meus Discos e Livros e Tudo o Mais!: 'True Love and Other Disasters - Rachel Gibson'

9 de agosto de 2011

'True Love and Other Disasters - Rachel Gibson'






True Love and Other Disasters

Rachel Gibson









O canadense Ty Savage chegou recentemente a Seattle para jogar no Chinooks, o famoso time de hockey. Não só jogar, mas substituir o capitão do time, afastado após um terrível acidente. Ty estava acostumado a usar a braçadeira de capitão, já que esta era a posição que ocupava em seu antigo time, time este que não ficou nada feliz com a transferência de Ty para os Chinooks. A quem ele quer enganar, seu antigo time, o Canadá inteiro acha que ele é um traidor, mas essa nunca foi a intenção de Ty. Ele simplesmente não concordava com os rumos que os técnicos adotaram e quis ir para um time que tivesse mais chance de ganhar a Stanley Cup, a maior premiação do hockey e um sonho pessoal de Ty. Ele acreditava que o Chinooks era o time capaz de levá-lo a levantar a taça. Isso até a morte do proprietário do time, Virgil Duffy, e de ele o ter deixado para sua esposa, uma bela mulher que tinha idade para ser sua neta e que costumava ser uma stripper antes de posar para a Playboy e se casar com um milionário. Ty tinha certeza que ela seria a ruína do time.

Faith Duffy
acaba de perder o marido com quem foi casada por 5 anos. Não era segredo pra ninguém que ela se casou com alguém 51 anos mais velho por causa do dinheiro, mas após 5 anos ela realmente o amava. Não um amor homem/mulher, mas Virgil era seu melhor amigo, seu companheiro, e a única pessoa na vida que já cuidou dela. Ela sabe que todos a julgam. Sim, ela trabalhou como stripper, posou para a Playboy e foi Playmate do ano, o que não se arrepende. Ela precisava do dinheiro. Foi assim que ela sobreviveu. Foi assim que ela conheceu Virgil, que cuidou dela, a ensinou a se portar como uma dama e lhe deu a segurança e a estabilidade com a qual ela sempre sonhou, a de não precisar se preocupar em como pagar as contas. Em troca, ele só queria desfilar com ela, inflar seu ego, se exibir para os amigos e causar inveja. Não era pedir muito, e ele sempre a tratou com nada menos que carinho e respeito. Mas agora ela não sabia o que fazer sem seu companheiro, seu melhor amigo. E ele ainda lhe deixou o time de hockey, a coisa que ele mais amava na vida, o que foi uma grande surpresa e despertou a ira do filho dele, que nunca gostou de Faith, mas agora não esconde a profundidade de seu ódio.

Além de não saber o que fazer ela se sentia mais sozinha e abandonada do que nunca. Ela nunca gostou ou entendeu muito de hockey e agora era a dona de um time inteiro e os jogadores, como todos, com certeza acham que ela é uma loira estúpida, mulher de milionário e provavelmente passaram entre eles sua antiga Playboy. Eles realmente parecem não gostar muito dela. Principalmente o capitão do time, apesar de ele a olhar de um jeito diferente que a faz tremer.

Esse é o quarto livro da Série sobre os jogadores de hockey do Chinooks e eu não me canso deles. É divertido acompanhar a trajetória e a evolução do time com o passar dos anos, mas foi um choque saber da morte do Virgil Duffy, o dono do time, e que estava presente em quase todos os livros anteriores, mas justificável já que ele estava com seus 81 anos e este foi o pontapé inicial para esta história. Se Virgil não tivesse morrido e Faith herdado o time, ela nunca precisaria conviver com o seu capitão. Falando neles, gosto desse mote de mocinha e mocinho que não se gostam e são obrigados a conviver e depois do atrito inicial começam a se sentir atraídos um pelo outro. Não é novidade e existem milhares de histórias assim, mas são sempre gostosas de acompanhar. Além disso, Faith não é uma mocinha comum. As mocinhas literárias normalmente não conseguiriam se casar com alguém se não fosse por amor (como a Georgeanne do Simply Irresistible, que abandonou o próprio Virgil no altar por não conseguir se casar por dinheiro). Faith não se arrepende e não tem a menor vergonha de ter trabalhado como stripper ou posado para a Playboy. Mas ela já não é mais essa pessoa. Ela mudou muito depois que se casou com Virgil e mudou mais ainda após a morte dele. Ty também não é um mocinho comum, perturbado por alguma tragédia ou vício. Ele é apenas obstinado. Sua única meta na vida é ganhar a Stanley Cup e provar ao mundo e a si mesmo que é melhor do que seu pai, uma estrela do hockey em seu tempo. É, talvez viver à sombra do pai seja a questão a ser trabalhada por ele. A tensão palpável entre Ty e Faith é o ponto alto da história, mas divertidos personagens secundários também se fazem presentes, como o pai de Ty e a mãe de Faith e sua cachorrinha irritante.

Mais uma história hiper super hot escrita pela Rachel Gibson, com um mocinho carrancudo, rude, lindo e secretamente gentil e atencioso, uma mocinha que se descobre capaz de mais que desfilar nos braços de um marido rico e um time de hockey que, apesar de existir apenas na ficção, eu sou uma grande fã. Go Chinooks!!



The Chinooks Hockey Team Series #1: Simply Irresistible 
John “The Wall” Kowalsky and Georgeanne Howard
The Chinooks Hockey Team Series #2: See Jane Score 
Luc “Lucky” Martineau and Jane Alcott
The Chinooks Hockey Team Series #3: The Trouble With Valentine’s Day 
Rob “The Hammer” Sutter and Kate Hamilton
The Chinooks Hockey Team Series #4: True Love and Other Disasters 
Ty “Saint” Savage and Faith Duffy
The Chinooks Hockey Team Series #5: Nothing But Trouble 
Mark “The Hitman” Bressler and Chelsea Ross
The Chinooks Hockey Team Series #6: Any Man of Mine 
Sam Leclaire and Autumn Haven




***

7 comentários:

Niii disse...

Cacáaaaaaaaaaaaa!
que bom encontrar mais uma fã da Rachel *_*
vou ler em breve 'but nothing trouble'.
O Ty é muito amor né!? haha

bjs

Nanda disse...

Ei Cacá,

Aiai vc me deixa tão louca para ler os livros desta autora, pior que tenho em casa Sem clima para o amor e um outro, mas nunca da tempo de ler rs.

bjos
Nanda

Cacá SS disse...

Niii,
Eu amo a Rachel!! Já li quase todos os livros dela (alguns mais de uma vez), só me falta o último lançado esse ano.
Ah, o Ty... *suspira* Bota amor nisso, rss


Nanda,
Esses livros que você tem (os únicos lançados em português, aliás), são ótimos também!! Comecei por eles. Pena apenas a edição não ser das melhores...


Beijos

leitoracompulsiva disse...

Oi Cacá,
Morro de vontade de ler essa série, mas não me animo a ler em inglês. Se bem que seria bom para treinar um pouco! Quem disse que a preguiça deixa?? rs...
O jeito é esperar a boa vontade de alguma editora aqui no Brasil!
beijos
Camila - Leitora Compulsiva

Luciana Mara disse...

Ei Caca!
Eu quero!!!
Podiam tanto lançar mais livros da autora por aqui, viu?! (mas sem os erros de tradução, português e digitação dos livros que saíram aqui)
As cenas hot da Rachel são ótimas. A gente hiperventila...kkk
bjins


Ei Caca!
Eu quero!!!
Podiam tanto lançar mais livros da autora por aqui, viu?! (mas sem os erros de tradução, português e digitação dos livros que saíram aqui)
As cenas hot da Rachel são ótimas. A gente hiperventila...kkk
bjins

Cacá SS disse...

Camis,
Bom, eu gosto de ler em inglês, por isso não vejo problema - mas claro que adoraria ter todos eles lançados em português!!! Mas, se resolver encarar, o nível deles não é muito difícil. ;D
Beijos


Lu,
Estou permanentemente na torcida por mais livros da Rachel por aqui! E com edições que façam jus a eles porque, né, melhor nem comentar o descaso com os que foram lançados.
Menina, a gente realmente hiperventila. E como! rss
Beijos

Guidafr disse...

Oi!! Vc não tem em e-book? Pouco são os livros lançados no Brasil.Temos q recorrer aos ebooks. Caso tenha guidafr@hotmail.com